Regras da Falésia Paraíso

A FALÉSIA PARAÍSO ENCONTRA-SE ABERTA EM CARÁTER EXPERIMENTAL, LEIA AS REGRAS COM ATENÇÃO

Lembre-se que você está entrando em uma Propriedade Particular.

1 - Para visitar a propriedade, deve-se pagar R$ 5,00 por pessoa por dia. Se ninguém estiver na segunda casa do sítio (casa do Marcão) colocar o dinheiro na caixinha (cofrinho) que está na varanda ao lado esquerdo da casa. Não deixe de pagar, pois corremos o risco de não poder mais escalar nesta falésia.

2 - É proibido entrar e escalar a noite na falésia.

3 - Na estrada de terra dirija com muita atenção, não exceda 30 km/h, seja cortês e sempre dê preferência aos usuários locais.

4 - Imprima e leve o Guia de Escaladas da Falésia, pois ele contém informações importantes, como chegar, setores e croquis das vias.

5 - Trazer de volta todo o lixo.

6 - É possível acampar mediante pagamento de R$10,00 por pessoa por dia. Reservar antecipadamente por telefone (contatos abaixo).

7 - Proibido fumar e fazer fogueiras.

8 - Evitar deixar veículos na entrada do sítio. Para acessar o estacionamento deve-se abrir a tronqueira e deixar o veículo fora da estradinha no local indicado como estacionamento.

9 - Não fazer algazarra (gritar, xingar ou atirar objetos) e nem assustar os animais do sítio.

10 - Deixar as porteiras e/ou tronqueiras como estavam ao chegar.

11 - Tente evitar, mas caso desejem fazer necessidades fisiológicas, enterrar os dejetos e o papel higiênico.

12 - Não mexer nos materiais que estão na falésia, pois estes pertencem aos conquistadores.

13 - Pague logo ao chegar e quando for embora, certifique-se de ter pago a taxa de visita e camping de todos integrantes do seu grupo.

14 - Não deixe os cachorros do sítio irem para a estrada.

15 - Conquistas somente com autorização do proprietário e conquistadores locais.

16 - Não levar animais (cachorros, gatos, etc.).

Para Informações, dúvidas ou sugestões mande uma mensagem através do blog:

Solicite o telefone do proprietário nos enviando uma mensagem.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

5 anos de Falésia Paraíso

A conquista da Falésia Paraíso e das vias de escalada.

A Falésia Paraíso se encontra em Pindamonhangaba-SP, no bairro do Pinga. As conquistas das vias na falésia se iniciaram em fevereiro de 2009. Inicialmente os proprietários e a vizinhança local não queriam nem ouvir falar de pessoas estranhas frequentando aquelas rochas, que se encontram dentro de duas propriedades particulares. Após muita negociação chegou-se a um acordo: Para acessar o local os frequentadores deveriam cumprir um conjunto de regras de comportamento para minimizar a perturbação que causariam na comunidade local.  Este conjunto de regras visam a conduta de respeito e mínimo impacto ao local e aos seus habitantes: não levar animais, não fazer fogueiras, estacionar em local adequado, respeitar os limites de velocidade de 30 km/h, não deixar lixo, não fazer barulho, não mexer com a fauna e flora local, se fizer necessidades fisiológicas enterrar os dejetos, pagar uma taxa de visita de R$ 5,00 por pessoa por dia, dentre outras regras. Assim, primeiro conquistamos a Falésia, e depois começamos as vias. Foi criado um blog que mantemos com o objetivo de divulgar gratuitamente as informações, regras, croquis e mapas de acesso, etc (falesiaparaiso.blogspot.com.br).


Fechamento e reabertura da Falésia Paraíso.


Mesmo com a intensa campanha que sempre fizemos visando o cumprimento de todas as regras pelos frequentadores, em março de 2011, um escalador desrespeitou o limite de velocidade e colidiu com o carro de um dos moradores mais ilustres e influentes da comunidade local, isto causou o fechamento imediato da falésia, justamente em plena temporada de escalada. Foi um duro golpe para os escaladores, mas muito mais duro para nós conquistadores. Sentimos uma imensa frustração de ver todo o trabalho de um ano de conquistas (85 vias) ir por água abaixo. Foi um dos dias mais tristes de nossas vidas. Felizmente, após várias rodadas de negociação e endurecimento das regras conseguimos a reabertura em caráter temporário. Intensificamos a concientização do cumprimento das regras e conclamamos os demais usuários a nos ajudar na "fiscalização", isso deu um bom resultado e, embora tenham ocorridos alguns deslizes, não tivemos maiores problemas.


Uma característica do Paraíso é que possui um grande número de vias fáceis e para iniciantes, com cerca de 28 vias de IV a Vsup, outro grande atrativo é o grande número de vias de sétimo grau, cerca de 45 vias, o que estimula bastante o pessoal que esta começando a entrar em vias um pouco mais difíceis.

Diferente de outros locais, a falésia é uma ótima opção para a época das chuvas, pois suas paredes secam rapidamente, e no calor existem vários setores que ficam à sombra, proporcionando uma escalada bem agradável nos dias mais quentes.


Atualmente a falésia se encontra com 146 vias divididas em 13 setores, com vias que variam de IV a IX grau, que vão de 6 a 55 metros, sendo em sua grande maioria em torno de 25 metros. Existem 12 vias móveis, compensando trazer um pesinho extra na mochila, e, até o momento, 27 vias sem cadenas confirmadas esperando pelos mais arrojados.



Os trabalhos de conquista na falésia são executados por  nós: Claudio Medeiros, Inácio Bianchi, Paulo Menezes, Luis Flávio Oliveira e com a ajuda de muitos outros escaladores. Nós mesmos confeccionamos os Ps e para isso temos recebido doações em dinheiro e em material de várias pessoas cujos nomes não vamos citar para não cometer gafes, mas a todos somos muito gratos. Quem quiser contribuir entre em contato pelo blog.



Conquistar uma via é relativamente fácil, é uma tarefa dura que tem início e fim, já a conquista de um pico não é fácil, é tarefa árdua, tem início, mas não tem fim, dura a vida toda e o trabalho pode ser perdido a qualquer momento, basta um vacilo de alguém e já era. Por isso pedimos, por favor, ajudem-nos a manter a falésia aberta para todos, cumpram as regras e ajudem a conscientizar aos demais desta necessidade. Precisamos da colaboração de todos para que este local esteja sempre aberto e disponível para toda comunidade.