Regras da Falésia Paraíso

A FALÉSIA PARAÍSO ENCONTRA-SE ABERTA EM CARÁTER EXPERIMENTAL, LEIA AS REGRAS COM ATENÇÃO

Lembre-se que você está entrando em uma Propriedade Particular.

1 - Para visitar a propriedade, deve-se pagar R$ 5,00 por pessoa por dia. Se ninguém estiver na segunda casa do sítio (casa do Marcão) colocar o dinheiro na caixinha (cofrinho) que está na varanda ao lado esquerdo da casa. Não deixe de pagar, pois corremos o risco de não poder mais escalar nesta falésia.

2 - É proibido entrar e escalar a noite na falésia.

3 - Na estrada de terra dirija com muita atenção, não exceda 30 km/h, seja cortês e sempre dê preferência aos usuários locais.

4 - Imprima e leve o Guia de Escaladas da Falésia, pois ele contém informações importantes, como chegar, setores e croquis das vias.

5 - Trazer de volta todo o lixo.

6 - É possível acampar mediante pagamento de R$10,00 por pessoa por dia. Reservar antecipadamente por telefone (contatos abaixo).

7 - Proibido fumar e fazer fogueiras.

8 - Evitar deixar veículos na entrada do sítio. Para acessar o estacionamento deve-se abrir a tronqueira e deixar o veículo fora da estradinha no local indicado como estacionamento.

9 - Não fazer algazarra (gritar, xingar ou atirar objetos) e nem assustar os animais do sítio.

10 - Deixar as porteiras e/ou tronqueiras como estavam ao chegar.

11 - Tente evitar, mas caso desejem fazer necessidades fisiológicas, enterrar os dejetos e o papel higiênico.

12 - Não mexer nos materiais que estão na falésia, pois estes pertencem aos conquistadores.

13 - Pague logo ao chegar e quando for embora, certifique-se de ter pago a taxa de visita e camping de todos integrantes do seu grupo.

14 - Não deixe os cachorros do sítio irem para a estrada.

15 - Conquistas somente com autorização do proprietário e conquistadores locais.

16 - Não levar animais (cachorros, gatos, etc.).

Para Informações, dúvidas ou sugestões mande uma mensagem através do blog:

Solicite o telefone do proprietário nos enviando uma mensagem.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Rainha Nefertiti, Cachorro Branco e Pimenta na Dedo.

No fim de semana 27 e 28 de novembro, finalmente finalizamos a via Rainha Nefertiti, mista, com 55 m de corda esticada da última base até o chão, o que deve dar uns 60 m de escalada, tem 3 enfiadas e até agora é a maior via do pico (na foto ao lado Paulo Menezes iniciando a conquista da via). Começa com belos lances de abaulados e fendas, e tem duas viradas em negativos, sendo a mais difícil e exposta no meio da última enfiada. Uma escalada ao estilo das vias da Ana Chata (guardadas as devidas proporções). Pela movimentação executada durante a conquista acreditamos se tratar de um oitavo grau, queríamos que fosse um quintão, mas muito provavelmente não será.
Tivemos no sábado a presença dos ilustres amigos da região de Resende, Juliano, Valdinei, Felipe e Wiliam. Destaque para Juliano, que, além de mandar em Flash a Ciclope VIIIb (7b Fr) e outras, solucionando mais um projeto, fez à vista o FA (First Ascent) da via Cachorro Branco que ficou com o grau sugerido em VIIc (7a Fr).
Como fazia muito calor, assim que o sol chegou nas paredes de baixo, fugimos para o setor Cânion, que estava agradável, onde, juntos com Valdinei e Felipe, fizemos nossas primeiras entradas na via Pimenta na Dedo VIIc duro! Na nossa próxima ida à Falésia certamente entraremos nela novamente, pois, apesar de ser muito dura, é uma linha muito bonita, diferente das demais, começa com uma parte positiva com agarras pequenas caindo em diedros e lances negativos com agarras grandes, muito "bombante", e além de tudo fica o tempo todo na sombra.
A nova via já está no croqui do setor Seu Renato, esperando seu FA e graduação.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Acesso a Falésia Paraíso - Responsabilidade de Todos

Nestes últimos meses muito se falou na mídia especializada a respeito de má conduta, falta de informação, de formação, de educação, etc, de escaladores que, de alguma forma, contribuiram para (ou determinaram) o fechamento de alguns points de escalada. Para nós, esta é uma preocupação constante, pois, depois de muito trabalho (nove meses), muitos grampos P batidos (mais de 600), 64 vias abertas (por enquanto), ninguém quer ver todo esse investimento perdido e um lugar tão promissor fechado.
A Falésia Paraíso tem recebido um grande número de visitantes da Grande São Paulo e do Vale do Paraíba, portanto contamos com a colaboração de todos para que a Falésia continue aberta a todos.
Desculpe insistir neste tema, mas nosso comportamento não se limita só dentro da propriedade, começa muito antes, já na estrada de terra que da acesso a falésia, vamos continuar trafegando em baixa velocidade na estrada de terra para evitarmos novas reclamações dos moradores da região.
Também gostaríamos de lembrar a todos que estamos sempre dentro de uma

"PROPRIEDADE PARTICULAR"
1. Cada pessoa deverá pagar R$ 5,00 por dia. Se ninguém estiver na casa do sítio (casa do Marcão) colocar o dinheiro na caixinha preta (cofrinho) que está na garagem ao lado esquerdo da casa ou jogar pelo vitrô da porta da cozinha. Não deixe de contribuir, para não corremos o risco de não poder mais escalar nesta falésia.
2. Trazer de volta todo o lixo.
3. É possível acampar mediante pagamento diário de R$10,00 por pessoa. Reservar antecipadamente por telefone (contatos abaixo).
4. Proibido fazer fogueiras.
5. Não deixar veículos na estrada de terra (entrada do sítio). Para acessar o estacionamento deve-se abrir a tronqueira, passar a ponte e deixar o veículo próximo ao pé de Graviola (ao lado direito da segunda tronqueira, fora da estradinha).
6. Não fazer muita algazarra e nem assustar os animais do sítio.
7. Deixar as porteiras e/ou tronqueiras como estavam ao chegar.
8. Tente evitar, mas caso desejem fazer necessidades fisiológicas, enterrar os dejetos e papel higiênico.
9. Não mexer nos materiais que estão na falésia, pois estes pertencem aos conquistadores.
10. Quando for embora, não deixe os cachorros irem para a estrada.
11. Proibido conquistas sem autorização do proprietário e conquistadores.
12. Não levar animais.
13.Trafegue em baixa velocidade na estrada de terra.
14.Seja cortes com os moradores da região e visitantes.

Contamos com a colaboração de todos para que esta Falésia esteja sempre aberta a todos e agradeço a todas as pessoas que estão colaborando com a gente.
Muito obrigado!

Outras reportagens interessantes:
http://www.acessoasmontanhas.org/
http://gooutside.terra.com.br/Edicoes/35/artigo76308-1.asp
http://espnbrasil.terra.com.br/eliseufrechou/post/161682_ACESSO+AS+MONTANHAS
http://falesiaparaiso.blogspot.com/2010/10/nem-tudo-e-o-que-parece-ser.html

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Novos projetos e cadenas e a visita do Seu Renato.


Nos dias 13, 14 e 15 de novembro, feriadão da Proclamação da República, estivemos acampados na Falésia Paraíso. O tempo esteve feio no sábado, deixou algumas paredes úmidas, mas foi melhorando e deu para escalar bastante e abrir novas vias. Muitos escaladores compareceram, o que nos deixou gratamente surpresos.
Recebemos também a ilustre visita do Seu Renato, que, no domingo, levou familiares para verem de perto o que rola em suas paredes, retornando na segunda-feira. Interpretamos isso como um bom sinal, pois, ninguém leva a família para ver o que não gosta, não é? E também como um alerta para sempre mantermos a boa conduta durante a nossa permanência na falésia, pois, ele sempre chega sem avisar, o que é correto, pois, é a "casa" dele.
Nos três dias abrimos três novas vias chegando assim ao número de 63, duas no setor Seu Renato: Velho Gerreiro, situada imediatamente à direita da grande Paineira, possui 30 m, e já recebeu a primeira cadena do Jean Flauber que a graduou em VIIIb. A outra, imediatamente à esquerda da Paineira, também com 30 m ainda é projeto. A terceira trata-se de uma variante da Aresta Arisca, que evita a entrada sob o teto e ficou com o nome de Aresta Mansa, sua linha reta foi graduada em VIsup, mas se for feita uma saída para a direita após o teto, tem seu grau reduzido para V, sendo mais uma opção para os iniciantes. Na foto acima estou fazendo uma travessia para fixar a parada da Aresta Mansa.
Mais um projeto que caiu foi o da via Em Busca do V Grau, no setor 90 Graus, que foi detonado pelo Kalango, que deu à via, curta e grossa, VIIIa.
Todas estas informações estarão em breve nos croquis.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Um ato de prudência


Não sei porque, mas é mais comum escrevermos críticas do que elogios. Hoje vai ser diferente.
Sábado passado, 6/11, recebi uma mensagem do Irineu Pinto pedindo a quem fosse escalar na falésia no domingo resgatar uma costura BD (foto ao lado) que ele deixou para abandonar a via Cinturão Galático, uma das raras do pico com chapas, devido à chuva que o surpreendeu. No domingo o Alexandre Querido entrou na via, fez o resgate e a deixou comigo para entrega-la ao dono.
Este relato aparenta ser de uma situação normal, desmerecedora de comentários, mas não é! Quantos de nós faríamos o que o Irineu fez? Você que está lendo este texto agora, deixaria uma custura novinha lá? Não se arriscaria a escalar até a base mesmo chovendo? ou talvez abandonar uma fita, um cordim, um dos mosquetões da costura, etc, mesmo sabendo que haveria grande chance de alguém recuperar sua costura e a devolver, claro que haveria sempre o risco de perdê-la não é? Se você, que faria diferente dele, estivesse no lugar dele lá no sábado, talvez hoje estivéssemos muito tristes, noticiando um acidente, sentindo a sua falta e amargando o fechamento do nosso pico de uma forma melancólica. Felizmente isso não aconteceu. Devemos agir com responsabilidade e de forma preventiva, como fez o Irineu, para que nunca aconteçam acidentes graves.
Parabéns Irineu pela sua responsabilidade, desapego a uma costura e apego à segurança, você demonstrou respeito ao pico, a você e a todos nós.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Chegamos ao número de 60 vias.


Nestes dias de feriados prolongados, com a furadeira já consertada, abrimos mais três vias novas no setor Seu Renato, completando assim 60 vias na falésia (59 liberadas, das quais 14 ainda sem cadena).
Os três recentes projetos são:
1 - A Volta da furadeira (foto acima), via mista, com 7 proteções fixas e o resto em nuts e friends, 22 m, crux na parte fixa.
2 - Amnésia, também mista, com 3 proteções fixas e o resto em friends, 19 m, crux na parte móvel.
3 - Tapete Voador, fixa com 8 ps e belos lances de posicionamento em toda a via, saída com um belo dinâmico desvendado pelo Cláudio.
Todas já estão no croqui do setor Seu Renato, confiram.