Regras da Falésia Paraíso

A FALÉSIA PARAÍSO ENCONTRA-SE ABERTA EM CARÁTER EXPERIMENTAL, LEIA AS REGRAS COM ATENÇÃO

Lembre-se que você está entrando em uma Propriedade Particular.

1 - Para visitar a propriedade, deve-se pagar R$ 5,00 por pessoa por dia. Se ninguém estiver na segunda casa do sítio (casa do Marcão) colocar o dinheiro na caixinha (cofrinho) que está na varanda ao lado esquerdo da casa. Não deixe de pagar, pois corremos o risco de não poder mais escalar nesta falésia.

2 - É proibido entrar e escalar a noite na falésia.

3 - Na estrada de terra dirija com muita atenção, não exceda 30 km/h, seja cortês e sempre dê preferência aos usuários locais.

4 - Imprima e leve o Guia de Escaladas da Falésia, pois ele contém informações importantes, como chegar, setores e croquis das vias.

5 - Trazer de volta todo o lixo.

6 - É possível acampar mediante pagamento de R$10,00 por pessoa por dia. Reservar antecipadamente por telefone (contatos abaixo).

7 - Proibido fumar e fazer fogueiras.

8 - Evitar deixar veículos na entrada do sítio. Para acessar o estacionamento deve-se abrir a tronqueira e deixar o veículo fora da estradinha no local indicado como estacionamento.

9 - Não fazer algazarra (gritar, xingar ou atirar objetos) e nem assustar os animais do sítio.

10 - Deixar as porteiras e/ou tronqueiras como estavam ao chegar.

11 - Tente evitar, mas caso desejem fazer necessidades fisiológicas, enterrar os dejetos e o papel higiênico.

12 - Não mexer nos materiais que estão na falésia, pois estes pertencem aos conquistadores.

13 - Pague logo ao chegar e quando for embora, certifique-se de ter pago a taxa de visita e camping de todos integrantes do seu grupo.

14 - Não deixe os cachorros do sítio irem para a estrada.

15 - Conquistas somente com autorização do proprietário e conquistadores locais.

16 - Não levar animais (cachorros, gatos, etc.).

Para Informações, dúvidas ou sugestões mande uma mensagem através do blog:

Solicite o telefone do proprietário nos enviando uma mensagem.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Escalada em Cambotas MG

No feriado do carnaval deste ano fomos conhecer a escalada em Cambotas, que fica na cidade de Barão de Cocais, cerca de 80 km de Belo Horizonte. Ficamos acampados no Canela de Ema Adventure Park, informações sobre como chegar, etc, você pode verificar no site http://canelaema.com.br/.

O local e suas condições

O local ofereçe muitas vantages e comodidades para quem deseja se preocupar somente com a escalada, podemos destacar:
- Você chega de carro ao lado de onde vai acampar, logo, pode levar tudo que quizer, comida, bebida, colchão, cozinha, etc... e todo equipo de escalada.
- O preço da diária do camping é de R$ 30 por pessoa, com banho quente e água filtrada, e se você combinar, pode pedir jantar ao retornar da escalada, comendo à vontade por R$ 30, e também café da manhã por R$ 20, enfim, há toda uma infra estrutura de um hotel à sua disposição, com refrigerante, cerveja gelada, etc.
- A segurança é total podendo ir escalar despreocupado com o que deixou na barraca.
- Nos dias de descanso há outras opções como banho de rio, arborismo, etc.



Da esquerda para direita: Inácio, Denise, Luis Flávio, Lilian, Bruna, Pollyanna e Cláudio.

A qualidade da rocha

As rochas se encontram a cerca de 30 minutos de caminhada da área do parque, possui uma trilha bem demarcada. A rocha é de excelente qualidade, e possui cerca de 70 vias, cada uma melhor que a outra. Outro ponto positivo é que devido a negatividade da rocha ela pode ser escalada mesmo em dias de chuva, como foi o que aconteceu conosco.

A qualidade da escalada

O local apresenta na sua maioria vias longas, com mais de 20 e 30 metros, totalmente grampeadas, móveis, mistas, fáceis e difíceis. apresenta também vias de várias cordadas que chegam ao cume, que em sua parte mais alta tem uns 200 metros, tem via para todos gostos. A grampeação é muito boa, pois onde a distância é grande, a facilidade também é. Muitas vezes a primeira proteção é alta, mas é fácil chegar até o ponto, comparando-se com o grau da via. Um grande diferencial é a abundância de agarras, e o grau geralmente é dado pela resistência, ou seja, você escala mesmo! As vias não têm um crux muito definido, e quando tem, ele não é muito destoante do resto da via.
O único ponto negativo de fato é a falta de um croqui atualizado.


Uma outra dica importante: se organize para chegar no local ainda com alguma luz do dia, pois chegamos a noite e tivemos certa dificuldade pelo caminho.